Uma loja japonesa deu a suas funcionárias a opção de usar uma etiqueta que identifica quando estão menstruadas. Mas a ideia gerou polêmica

Uma empresa de varejo do Japão decidiu implementar o uso de um crachá para indicar quais de suas funcionárias que estão menstruadas. Ele tem a imagem de um desenho apelidado de "Miss Period" ("Senhorita Menstruação"). A companhia disse que a ideia por trás dessa política é que funcionárias que optassem por usar esse indicativo pudessem ter ajuda adicional ou pausas mais longas durante a jornada de trabalho.

No entanto, a decisão de expor o período menstrual das funcionárias mulheres inclusive aos clientes despertou controvérsia no país asiático. Muitos clientes reclamaram da iniciativa. "Nunca houve a intenção de compartilhar informações menstruais com os clientes", disse Yoko Higuchi, porta-voz da loja de departamentos japonesa Daimaru, à BBC News. Agora, diante da repercussão negativa, a empresa disse que "vai repensar" sua política em relação à pequena identificação.

Por que a loja criou o crachá menstrual?

Em outubro, a filial Daimaru em Umeda, um importante distrito comercial e de entretenimento na cidade Osaka, criou os crachás para cerca de 500 funcionárias da seção de roupas femininas. Os crachás, entregues com a intenção de serem utilizados voluntariamente, foram introduzidos após uma sugestão dos próprios funcionários. A identificação foi vinculada à abertura de uma nova seção da loja. Em uma parte, o crachá informava que a nova seção, dedicada ao "bem-estar das mulheres", foi inaugurada em 22 de novembro.

Do outro lado estava o animal de estimação "Seiri-chan" (seiri significa "menstruação"). A ideia, disse a porta-voz da empresa, era "melhorar o ambiente de trabalho".

O que a equipe e os clientes fizeram?

Quando a loja informou a imprensa sobre os crachás, em 21 de novembro, alguns meios de comunicação publicaram que o objetivo era conscientizar os clientes e os colegas sobre o período menstrual das funcionárias. Um executivo da Daimaru que teve o nome preservado disse à imprensa local que havia "muitas queixas" do público e que "algumas delas estavam relacionadas a assédio".

Já Higuchi apontou que alguns membros da equipe "não entendiam" o objetivo dos crachás ou estavam "relutantes" em usá-los. "Mas outros funcionários disseram que a identificação era positiva", diz a porta-voz da empresa. "Se você perceber que uma colega está menstruada, pode oferecer serviços menos pesados para ela ou sugerir que ela faça intervalos mais longos, e esse apoio seria mútuo."

Higuchi também disse que clientes telefonaram para oferecer apoio à iniciativa. Após a controvérsia, a empresa decidiu não cancelar sua política, embora tenha anunciado que está reavaliando a estratégia. Higuchi disse que uma maneira diferente de compartilhar informações será testada, sem alertar o público, no entanto.

A menstruação é um tabu no Japão, mas hoje existe mais abertura para conversar sobre o assunto.

'A conversa está mudando'

Análise de Yuko Kato, jornalista da BBC em Tóquio:

Como em muitos países, a menstruação no Japão é uma espécie de tabu: as mulheres não falam sobre o assunto em público, nem os homens. O tema está sempre rodeado de vergonha.

Mas isso está mudando.

Alguns dias atrás, um programa de TV matutino com uma grande audiência no canal público NHK passou mais de uma hora discutindo como falar francamente sobre menstruação com familiares e amigos. Havia comentaristas homens e mulheres.

Quando a taxa de imposto sobre o consumo passou de 8% para 10% em outubro, os produtos menstruais também foram incluídos nesse pacote de reajuste. Isso causou indignação entre muitas mulheres e aumentou o diálogo social sobre a menstruação.

Enquanto as redes sociais contribuíram para essa abertura ao tema, outro impulso veio da experiência de muitas mulheres em abrigos durante desastres naturais no país. Houve muitas histórias nas redes sociais sobre mulheres que, nesses abrigos, eram instruídas a controlar o sangramento ou que tinham dificuldades para conseguir absorventes, embora não haja comprovação de que essas informações eram verdadeiras.

Fonte: BBC News


Visite o Natal Iluminado de Teixeira de Freitas

Teixeira de Freitas: Todo brilho e encanto do Natal já estão em nossas ruas. Os últimos preparativos do Natal Iluminado de Teixeira de Freitas

2 mil pessoas na confraternização da Prefeitura de Caravelas

Caravelas: 1196 servidores públicos, 945 acompanhantes e 503 crianças. Ainda teve 25 pessoas no apoio e outras 30 no buffet. Esse foi o total de

DHPP entrega presentes para as crianças do Papai Noel dos Correios

A Polícia Civil da Bahia, através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) atendeu mais de 150 chamados especiais, nesta

Ação entre Amigos ajudará a Associação Pestalozzi na compra de

Teixeira de Freitas: Ação entre Amigos realizará um bingo para ajudar a Associação Pestalozzi a comprar um terreno para ampliar os trabalhos

Programação do réveillon 2020 de Alcobaça

Alcobaça : Serão quatro dias de festa, de 28 à 31 de dezembro, com várias atrações, dois trios elétricos e a tradicional queima de fogos na

Regulamentação dos cassinos no Brasil: o que esperar para 2020?

No Brasil, se tem um assunto polêmico que está sempre em pauta, durante muitos anos, este com certeza diz respeito aos cassinos e aos chamados

Mãe de Lexa investe em plásticas para estrear como rainha de

Darlin Ferrattry, que desfila em 2020 pela Unidos de Bangu, na Série A do carnaval carioca, colocou 350 ml de silicone e fez lipoaspiração no

De vermelho e branco, fiéis reforçam devoção à Santa Bárbara

As cores vermelha e branca ganha o Largo do Pelourinho na manhã desta quarta-feira, 4, quando é celebrada a Festa de Santa Bárbara, reconhecida

Turistas injetarão R$ 80 milhões na economia

Alta temporada: Salvador receberá 176 mil turistas a bordo de transatlânticos Cinco anos atrás, a catarinense Regina Rochenback, 63 anos,

Viúva Negra, dos Vingadores, ganha filme solo

Muita ação e uma 'reunião de família' marcam o primeiro trailer do longa, que também tem Florence Pugh, Rachel Weisz e David Harbour no elenco.

Nossos Apoiadores: