Para coordenador, avanço é significante, porém tímido

O número de jovens de 15 a 17 anos cursando o ensino médio aumentou de 61% em 2012 para 68,7% em 2018. O percentual de jovens nessa faixa etária que frequentam a escola também vem crescendo e chegou a 91,5% em 2018. Os dados estão no Anuário Brasileiro da Educação Básica 2019, divulgado hoje (25) pelo movimento Todos pela Educação em parceira com a Editora Moderna e traz dados organizados de acordo com as metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

“É uma avanço estatisticamente significante, mas um avanço ainda tímido. O modelo que temos acaba fazendo com que adolescentes e jovens saiam da escola e, mesmo os que frequentam a escola, não veem um ambiente atrativo para seguir e encaixar a ideia de escolarização do ensino médio nos seus projetos de vida”, disse o coordenador de projetos do Todos pela Educação, Caio Callegari.

A conclusão do ensino médio na idade adequada ainda é um desafio, como mostram os dados do relatório. Em 2018, apenas 63,6% dos jovens de 19 anos matriculados concluíram o ensino médio. Em 2012, 51,7% dos jovens de 19 anos haviam concluído essa etapa do ensino.

Desigualdades

Em 2018, 75,3% dos jovens brancos de 15 a 17 anos estavam matriculados no ensino médio, contra 63,6% de jovens negros - Marcelo Camargo/Agência Brasil

As desigualdades socioeconômicas e de raça têm peso no acesso ao ensino médio, como aponta o anuário. Em 2018, 75,3% dos jovens brancos de 15 a 17 anos estavam matriculados na etapa. Já entre os jovens negros da mesma faixa etária esse percentual era de 63,6%, uma diferença de quase 12 pontos percentuais.

O anuário mostra também as disparidades em relação à distribuição de recursos. Enquanto São Paulo recebe a maior média anual de recursos vinculados à educação por aluno, R$ 6,5 mil, o Maranhão está no outro extremo com R$ 3,5 mil por aluno ao ano.

“Boa parte das desigualdade educacionais está relacionada a desigualdade de financiamento tanto em relação a garantia de recursos mínimos quanto a gestão de recursos. Estamos dando menos recurso para quem tem que corrigir um passivo histórico de investimento em educação”, disse o coordenador de projetos do Todos pela Educação.

Professores

Em relação à formação dos professores a publicação mostra que desde 2012 houve aumento médio de cerca de cinco pontos percentuais no número de docentes com formação adequada para as disciplinas que lecionam.

Em 2018, 48,7% dos docentes dos anos finais do ensino fundamental, que vai do 6º ao 9º ano, tinham formação adequada. O dado representa um crescimento de 5 pontos percentuais em comparação a 2012. Já no ensino médio, essa taxa era de 56,3%, aumento de 5,4 pontos percentuais no mesmo período.

“A última década foi marcada por avanços importantes, mas que de forma nenhuma desligaram a sirene de urgência de mudanças estruturais na educação brasileira. Ainda estamos muito distantes das metas estratégicas do PNE”, disse Caio Callegari

O Anuário Brasileiro da Educação Básica 2019 usa como base dados do Ministério da Educação e traz análises sobre os temas das 20 metas do PNE que foi sancionado em 2014 e estabelece metas para melhorar a educação até 2024.

Fonte: Agência Brasil


Qualificação: programa capacita jovens para se tornarem professores

O programa Ensina Brasil é uma iniciativa que tem como objetivo a qualificação de jovens para se tornarem professores da rede pública de

Inscrições para pré-seleção do Bolshoi seguem até 25 de agosto

Teixeira de Freitas: pouco mais de um mês para chegar ao fim as inscrições para a pré-seleção da Escola de Teatro Bolshoi que irá acontecer

Enem 2019: temas de noticiários podem estar presentes no exame

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 está se aproximando. E, de acordo com um levantamento realizado com a ajuda de alguns cursinhos

Teixeira: Escola Irmã Dulce é totalmente reformada e ampliada

Teixeira de Freitas: Para simbolizar a entrega das melhorias nas escolas Irmã Dulce, Joaquim Muniz e João Mendonça, o prefeito de Teixeira de

Embaixadora da paz: Educadora baiana Maribel Barreto será

O branco na roupa anuncia uma atitude que vai além das vestimentas. A educadora baiana Maribel Barreto é conhecida e reconhecida internacionalmente

Bolsas para pesquisa estão sendo ofertadas na América Latina

Estudantes de mestrado, doutorado e orientadores de universidades da América Latina que fazem pesquisa em Ciência da Computação, Engenharia e

Mentir no currículo: saiba quais os riscos dessa prática

Uma medida desesperada pode parecer inicialmente inofensiva: mentir no currículo. No entanto, pode acarretar diversos problemas ao longo do tempo,

Prouni 2019.2: candidatos devem manifestar interesse dia 15 de julho

Os candidatos que se inscreveram no Programa Universidade para Todos (Prouni) do segundo semestre de 2019 e não foram contemplados na chamada

Estudantes têm até hoje (12) para complementar as informações do

Os selecionados na segunda edição do Fundo de Financiamento Estudantil 2019 têm até hoje (12) para complementar a inscrição na página do

Projetos científicos: jovens brasileiros falam da importância do

Cerca de 60% dos jovens brasileiros são favoráveis ao aumento dos investimentos do país na ciência, foi o que revelou uma pesquisa divulgada pela

Nossos Apoiadores: